Primeira pesquisa eleitoral do ano mostra chance de vitória de Lula no 1º turno

Lula

COMPARTILHE

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no email
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp

O ex-presidente Lula (PT) registra a preferência de 45% do eleitorado contra 23% alcançados pelo atual presidente Jair Bolsonaro (PL) em uma sondagem de intenções de voto para as eleições este ano. Os números são da pesquisa do Instituto Quaest para a Genial Investimentos  divulgada nesta quarta (12).

Esses percentuais correspondem às intenções de voto em um levantamento estimulado, isto é, quando são listados os nomes de possíveis candidatos.

A nova rodada da pesquisa Genial/Quaest mostra o candidato do PT, outra vez com chance de vencer as eleições de outubro ainda no primeiro turno. Com relação à rodada anterior, porém, Lula caiu dois pontos percentuais no levantamento estimulado. Tinha 47% na rodada de dezembro. O mesmo aconteceu com o presidente Bolsonaro. Ele tinha 25% na rodada de dezembro, e caiu para 23%.

Ainda conforme a pesquisa divulgada nesta quarta, dentro do cenário estimulado, o ex-juiz Sergio Moro (Podemos) aparece com 9% das intenções de voto; Ciro Gomes (PDT) com 5%; o governador de São Paulo, João Dória (PSDB), com 3%; e a senadora Simone Tebet (MDB) acumulou 1%.

O presidente Senado, Rodrigo Pacheco (PSD) não pontou.

Brancos e nulos são 8%. Já o percentual de indecisos no cenário estimulado fica em 4%.

Indecisos chega a 52%

Na sondagem espontânea, quando não são apresentados nomes de candidatos aos entrevistados, o percentual de indecisos sobe para 52%.

Ainda na sondagem espontânea de intenções para presidente, o percentual de pessoas que afirmaram que votariam em Lula cai para 27%, mas ele segue à frente de Bolsonaro que registrou 16% das menções.

Além deles, os únicos a pontuar foram Sérgio Moro e Ciro Gomes, ambos com 1% das intenções de voto.

Confira a íntegra da pesquisa, clique aqui.

Nas simulações de segundo turno, Lula vence de todos os demais candidatos. Contra Bolsonaro, teria 54% contra 30%. Contra Moro, seria 50% a 30%. Contra Ciro, 52% a 21%. Com Doria, 55% a 15%. Numa disputa com o presidente do Senado, Rodrigo Pacheco, 57% a 14%.

A pesquisa também pediu aos entrevistados que avaliassem o governo de Jair Bolsonaro. Ela se manteve estável com relação a rodada anterior. Metade dos brasileiros rejeitam o atual governo. A avaliação negativa do governo foi de 50%, mesmo índice da rodada anterior. Houve um aumento de um ponto na avaliação positiva, que subiu de 21% para 22%. A avaliação regular oscilou de 26% para 25%. Para 55%, a atuação do governo é pior do que ele esperava.

A sondagem Genial/Quaest coletou dados entre os dias 6 e 9 de janeiro com eleitores de 16 anos ou mais. As entrevistas foram presenciais e foram ouvidos 2 mil pessoas em todo o país. A margem de erro estimada é de dois pontos percentuais para mais ou para menos.

Fonte: Congresso em Foco

COMENTÁRIOS

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

VEJA MAIS