Joaquim Barbosa afirma que jamais aceitaria ser vice de Sérgio Moro

Joaquim Barbosa

COMPARTILHE

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no email
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp

O ex-ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Joaquim Barbosa (PSB), foi procurado por Sérgio Moro (Podemos) para discutir o cenário eleitoral de 2022. Ele disse que vai conversar, mas avisou a aliados que jamais toparia ser candidato a vice-presidente do ex-juiz.

Barbosa disse a pessoas próximas que o desempenho eleitoral de Moro tem um “teto” que impedirá o ex-juiz de chegar ao segundo turno da disputa pelo Palácio do Planalto este ano.

O ex-ministro avalia que Moro deveria mesmo era ser candidato ao Senado, disputa na qual ele acredita que o ex-juiz teria mais chances de vitória.

O desempenho de Moro nas pesquisas é muito baixo. Barbosa acha que, para ser competitivo, ele deveria ter um percentual maior.

Críticas a aliados

Barbosa também tem críticas às companhias de Moro, principalmente os militares e antigos procuradores da Lava Jato.

Para ele, com esses aliados, o ex-juiz vai “manter a sombra autoritária” e não conseguirá resolver os problemas emergenciais do Brasil, como a desigualdade e a crise entre as instituições democráticas.

O ex-ministro do STF voltou ao Brasil de viagem à Europa ainda no final de dezembro. O encontro entre ele e Moro, no entanto, ainda não tem data para acontecer.

Com informações da coluna de Igor Gadelha

COMENTÁRIOS

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

VEJA MAIS