Ao contrário de Bolsonaro, pesquisa mostra que 71% dos brasileiros defendem vacinar os filhos contra a Covid

Criança sendo vacinada

COMPARTILHE

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no email
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp

Pesquisa PoderData divulgada nesta sexta-feira (7) aponta que 71% dos brasileiros defendem que seus filhos sejam vacinados contra a Covid-19, contra 16% dos que dizem ser contrários à vacinação. Outros 13% não souberam ou não quiseram responder a pergunta. As mulheres (76%), os que cursaram ensino superior (77%) e os habitantes da região Centro-Oeste (84%) são os que mais afirmaram que vacinariam um filho contra a doença.

Ainda de acordo com a pesquisa, o percentual dos que afirmaram que vacinariam um filho contra o coronavírus é menor no grupo que avalia o trabalho de Bolsonaro como “bom” ou “ótimo”. “Ainda assim, é maioria: 58%”, destaca o texto. Já os que apoiam a vacinação de crianças contra a Covid é igual ao dos que vacinariam algum filho (71%). Outros 19% são contra a imunização e 10% não responderam. 

O resultado do levantamento vai de encontro aos ataques feitos por Jair Bolsonaro contra a vacinação infantil, como os feitos nesta quinta-feira (6), durante sua live semanal, quando ele disse que a imunização não será obrigatória e que não iria vacinar a filha Laura, de 11 anos.

“Eu adianto a minha posição: a minha filha de 11 anos não será vacinada. Se você quiser seguir o meu exemplo, tudo bem. Se não quer, tudo bem, um direito teu”, disse na ocasião. 

A Pesquisa PoderData foi realizada entre os dias 2 e 4 de janeiro de 2022 por meio de ligações para telefones celulares e fixos. Foram feitas 3 mil entrevistas em 501 municípios, nas 27 unidades da Federação. A margem de erro é de 2 pontos percentuais para mais ou para menos.

COMENTÁRIOS

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

VEJA MAIS