Há um ano, dono do Madero dizia que Brasil não podia parar por “5 ou 7 mil pessoas que morrerão”

Júnior Dursk dono da rede Madero

COMPARTILHE

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no email
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp

Voltou a bombar nas redes neste domingo (28), vídeo onde o empresário Junior Durski, dono do restaurante Madero, criticava o isolamento, método recomendado por especialistas e que tem sido a forma mais efetiva de conter o avanço da pandemia de coronavírus.

Na época, Durski afirmou que o Brasil não podia parar por conta de “cinco ou sete mil pessoas que morrerão”.

O empresário considerava que a economia era mais importante que a vida e justificava dizendo que no país se morrem muito mais pessoas por conta da violência ou da subnutrição.

Veja o vídeo abaixo.

Fonte: Revista Fórum

COMENTÁRIOS

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *