Após especulação, Pazuello nega demissão: “não estou doente e continuo no cargo”

Eduardo Pazuello, ministro da Saúde

COMPARTILHE

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no email
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp

O ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, afirmou na tarde deste domingo (14) que continua no cargo, depois que o jornal O Globo divulgou que ele pediu afastamento alegando problemas de Saúde. 

Em declaração à CNN Brasil por meio da assessoria do Ministério da Saúde, Pazuello disse que não sairá até que o presidente Jair Bolsonaro peça.

“Eu não estou doente, continuo como ministro da Saúde até que o presidente da República peça o cargo. A minha missão é salvar vidas”, afirmou Pazuello. 

Apesar da declaração de Pazuello, Jair Bolsonaro se encontrou na manhã deste domingo com a médica cardiologista Ludhmila Hajjar, que é uma das cotadas para assumir o Ministério da Saúde. 

O nome de Hajjar ganhou força por ter respaldo do presidente da Câmara, Arthur Lira. Ela defende uma vacinação em massa e é contra medicamentos sem eficácia comprovada no tratamento da Covid-19, ao contrário do que defende Jair Bolsonaro. 

COMENTÁRIOS

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

VEJA MAIS