Movimentos populares doam 8 toneladas de alimentos na periferia de Porto Alegre (RS)

Movimentos doam alimentos em Porto Alegre

COMPARTILHE

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no email
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp

O Movimento Pela Soberania Popular na Mineração (MAM) doou oito toneladas de cebolas e abóboras para serem distribuídos na periferia de Porto Alegre (RS) para ajudar no combate à fome causada pela crise econômica agravada pela pandemia do novo coronavírus.

Além do MAM, a distribuição dos alimentos é feita por meio das organizações Amigos da Terra, Conselho Indigenista Missionário (CIMI), Frente Quilombola, Movimento dos Trabalhadores Sem Teto (MTST), Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST) e associações comunitárias de bairros.

Os alimentos serão entregues a moradores de quilombos urbanos, aos indígenas que estão na região metropolitana de Porto Alegre, famílias que estão na luta por moradia na cidade, além de moradores da Vila Nazaré, que lutam contra uma remoção forçada por conta da expansão do aeroporto da capital gaúcha. Os alimentos serão colocados em cestas básicas, que estão sendo organizadas pela campanha Periferia Viva e distribuídos em vários pontos da periferia de Porto Alegre.


ACOMPANHE NOSSAS REDES SOCIAIS


Os alimentos vêm do interior do estado, da cidade de São José do Norte, produzidos por famílias de pequenos agricultores que estão ameaçados por um grande projeto de mineração de titânio em uma região localizada entre a Lagoa dos Patos e o Oceano Atlântico. São José do Norte é uma das maiores produtoras de cebola do país e tem grande importância ambiental para o Sul do Brasil. Com cerca de 30 mil habitantes, a cidade está localizada numa confluência entre o Oceano Atlântico e a Lagoa dos Patos  e tem como principais atividades econômicas a agricultura, a pesca e a pecuária.

Movimento Pela Soberania Popular na Mineração (MAM) faz doação de alimentos na periferia de Porto Alegre

Os produtos agrícolas entregues à periferia de Porto Alegre foram adquiridos por uma campanha de arrecadação, cujo lema: “Compre de Territórios Ameaçados pela Mineração e Doe para Periferia”, chama à atenção para importância desses territórios que produzem alimentos e não podem ser destruídos pela mineração.  A atividade de arrecadação, compra e distribuição faz parte das atividades da Campanha Periferia Viva.

Como ajudar

Para ajudar, veja informações abaixo.

Conta para doação: Banco Banrisul
Agência: 0330
Conta poupança: 41.0345040-3
CNPJ: 87.743.613/0001-05_
Mitra Diocesana do Rio Grande
Favor enviar comprovante para o número de WhatsApp (54) 9683-0784 (Sabrina) #mineracaoaquinao #periferiaviva #MAMcontracovid19

Com informações do Movimento pela Soberania Popular na Mineração (MAM) e do Brasil de Fato (Rio Grande do Sul)

COMENTÁRIOS

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *