Deputado do PSL que morreu de coronavírus usou cloroquina

Flávio Bolsonaro e o deputado Gil Vianna

COMPARTILHE

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no email
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp

O deputado estadual Gil Vianna (PSL/RJ) fez uso da cloroquina em seu tratamento contra a Covid-19. Vianna tinha 54 anos e morreu na noite de terça-feira (19) após ficar cerca de uma semana internado.

Segundo o jornalista Athos Moura, da coluna do Lauro Jardim no O Globo, o parlamentar fez uso da medicação. Ele afirma que “a administração do medicamento é protocolo do Hospital da Unimed em que ele estava internado, em Campos dos Goytacazes (RJ), para pacientes de coronavírus em estado grave”.‌‌‌


ACOMPANHE NOSSAS REDES SOCIAIS


A cloroquina é tratada pelo presidente Jair Bolsonaro como uma substância milagrosa no combate ao vírus. Mesmo fora do grupo de risco e com histórico de policial militar, Vianna não resistiu ao coronavirus. O vírus afetou os dois pulmões do parlamentar, comprometendo 80% de um pulmão e 50% do outro.

senador Flávio Bolsonaro lamentou a morte de Vianna, mas não citou que a causa foi o coronavírus. “Meus sentimentos à família do meu amigo Gil Vianna. Cara do bem, trabalhador e meu colega de partido quando deputado estadual no Rio. Que Deus o tenha e conforte sua família”, tuitou o filho do presidente.

Com informações da Revista Fórum

COMENTÁRIOS

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *