Secom do governo Bolsonaro usa lema associado ao nazismo em postagem

Portão de entrada do campo de concentração de Auschwitz

COMPARTILHE

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no email
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp

A Secretaria Especial de Comunicação Social (Secom) da Presidência da República usou, em uma publicação na qual divulga um vídeo com ações do governo federal para combater o coronavírus, um lema associado ao nazismo.

Na postagem, publicada em redes sociais, o texto diz: “Parte da imprensa insiste em virar as costas aos fatos, ao Brasil e aos brasileiros. Mas o Governo do Brasil, por determinação de seu chefe, seguirá trabalhando para SALVAR VIDAS e preservar o emprego e a dignidade dos brasileiros. O trabalho, a união e a verdade libertarão o Brasil”.

A parte final do texto remete ao lema cunhado pelo regime nazista, que ornamentava os pórticos dos campos de concentração com a frase “O trabalho liberta (Arbeit macht frei)” durante a Segunda Guerra Mundial.


ACOMPANHE NOSSAS REDES SOCIAIS


O vídeo da Secom utiliza manchetes e títulos de textos da mídia que criticam as ações de Bolsonaro e de seu governo. E contrapõe declarações do presidente e de figuras de seu governo como forma de responder às críticas.

Confira a publicação no Twitter

“Quando o Brasil bate a terrível marca de 10 mil mortos por Covid-19 e se torna o epicentro da pandemia global de coronavírus, Bolsonaro utiliza lema dos campos de concentração nazistas em campanha publicitária do governo federal”, destacou em seu perfil no Twitter a deputada federal Fernanda Melchionna (Psol/RS).

Confira

Pelo Twitter, o chefe da Secom, Fabio Wajngarten, rebateu. “É impressionante: toda medida do governo é deformada para se encaixar em narrativas. Na campanha, faziam suásticas fakes; agora, se utilizam de analfabetismo funcional para interpretar errado um texto e associar o governo ao nazismo, sendo que eu, chefe da Secom, sou judeu!”, postou.

Confira

Com informações da Rede Brasil Atual

COMENTÁRIOS

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *