Damares diz que poucos moradores de rua têm coronavírus pois “ninguém pega na mão deles”

Ministra Damares Alves

COMPARTILHE

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no email
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp

A ministra da Mulher, Família e Direitos Humanos, Damares Alves, minimizou nesta quinta-feira (7), em coletiva de imprensa durante o lançamento do programa “Brasil acolhedor”, a incidência do novo coronavírus entre as pessoas em situação de rua.

“Não são muitos [que têm a doença]. E por que não são muitos ainda? Ninguém pega na mão deles, ninguém abraça morador de rua. Infelizmente”, disparou a ministra.

Ela não apresentou, contudo, nenhum dado concreto para sustentar sua fala de que “não são muitos” moradores de rua que foram infectados com a Covid-19.

De acordo com a ministra, as pessoas em situação de rua são “prioridade” no governo. Durante todo sua gestão frente ao ministério, no entanto, não havia sido apresentado até agora nenhum projeto voltado a esse público.


ACOMPANHE NOSSAS REDES SOCIAIS


“Muitas pessoas estão, com certeza, encontrando na rua o seu lar. E o que fazer? A gente tem dito que a pandemia tem nos levado a rever algumas políticas públicas do Brasil… estamos tendo a oportunidade de apresentar para o Brasil o que já estava sendo escrito, que seria apresentado em fevereiro, com o Ministério da Cidadania”,  justificou Damares.

Segundo Sérgio Augusto de Queiroz, secretário especial do Desenvolvimento Social, que também estava na coletiva, a pasta deve liberar um crédito extraordinário de R$ 2,55 bilhões par auxiliar moradores de rua em meio à pandemia, mas não detalhou como essa ajuda será executada.

Em São Paulo, de acordo com informações da prefeitura, 22 pessoas em situação de rua morreram em decorrência da Covid-19.

Com informações da Revista Fórum

COMENTÁRIOS

2 respostas

  1. Eu ia dizer que ela se esqueceu porém me lembrei que ela não sabe mesmo que por causa da pandemia ninguém deve pegar nas mãos ou abraçar as pessoas. Sendo parte da equipe do Bozo é querer muito.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *