Justiça dá 5 dias para Bolsonaro apresentar provas sobre fraude nas eleições

Bolsonaro na saída do palácio

COMPARTILHE

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no email
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp

Após afirmar que as eleições de 2018 foram fraudadas e que possui provas sobre o caso,  a justiça deu um prazo de cinco dias para que o presidente Jair Bolsonaro se manifeste sobre o caso. A decisão do juiz José Vidal Silva Neto é uma ação apresentada pelo deputado federal Célio Studart (PV/CE), protocolada na Justiça Federal do Ceará no dia 30 de abril.

No despacho, o juiz determina que depois que a defesa se manifestar, o Ministério Público seja intimado para que tome ciência da ação e requeira “o que for de direito” na tramitação processual.


ACOMPANHE NOSSAS REDES SOCIAIS


Em uma entrevista à imprensa em Miami, nos Estados Unidos, o presidente afirmou que foi eleito já no primeiro turno e que havia como provar a acusação.  “Eu acredito, pelas provas que eu tenho nas minhas mãos, que vou mostrar brevemente, eu fui eleito em 1º turno. Mas, no meu entender, houve fraude. Nós temos não apenas uma palavra, nós temos comprovado. Nós temos que aprovar no Brasil um sistema seguro de apuração de votos”, disse.

Quando ainda era deputado federal, Bolsonaro chegou a apresentar um projeto para incluir voto impresso nas eleições. O capitão sempre acusou o sistema eleitoral brasileiro de não ser confiável.

Bolsonaro foi eleito presidente do Brasil no dia 28 de outubro de 2018 com 55% dos votos contra o candidato do PT, Fernando Haddad.

Com informações da Carta Capital

COMENTÁRIOS

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *