Estudo da UFRJ prevê que economia pode cair 11% com perda de 15 milhões de empregos

Pessoas fazem filas para se candidatarem à vagas de emprego

COMPARTILHE

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no email
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp

Um estudo da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) prevê que a crise econômica pode acarretar a perda de até 19% dos empregos na indústria de transformação em 2020. 

Cerca de 15 milhões de pessoas podem perder seus empregos. O estudo dos economistas da UFRJ foi feito com base em informações de 123 produtos e serviços, distribuídos por 67 atividades econômicas. 

O corte de quase 15 milhões de vagas seria consequência de uma retração inédita de 11% do Produto Interno Bruto (PIB) este ano.  


ACOMPANHE NOSSAS REDES SOCIAIS


A economista Esther Dweck, coordenadora do estudo, opina que as exportações brasileiras vão contribuir pouco para a recuperação econômica. Os investimentos das famílias e das empresas também teriam efeitos limitados.  

As famílias se encontram endividadas, ao passo que as empresas sofrem os efeitos das incertezas geradas pelo novo coronavírus, o que as leva a represar investimentos. 

O cenário se complica quando se observa o setor público, que vive um cenário de perda de receita tributária.  

Com informações do Valor Econômico

COMENTÁRIOS

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *