Após polêmica, Eduardo Costa cancela transmissão agendada, chora e diz que pensa em parar a carreira: “Não sei se volto a cantar”

Sertanejo Eduardo Costa chora em transmissão nas redes sociais

COMPARTILHE

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no email
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp

Defensor do presidente Jair Bolsonaro, o sertanejo Eduardo Costa não foi bem-sucedido em transmissão ao vivo nas redes sociais que fez ao lado do cantor Leonardo. Depois de pedir perdão de joelhos por suas manifestações políticas e afirmar que iria transar pensando no bebê da cantora Thaeme, Eduardo Costa, o cantor anunciou neste domingo (3), o cancelamento de sua live, prevista para o dia 15 de maio.

O anúncio foi feito por uma transmissão ao vivo na noite deste domingo (3), em seu Instagram. Após ser alvo de inúmeras críticas, chorando o sertanejo disse que pensa em parar sua carreira.

“Eu estou muito triste, quero parar minha carreira, quero dar um tempo. Não sei se vou voltar a cantar. Como eu disse, tenho outros negócios, não dependo da música para viver há muitos anos”, falou. “As pessoas não estão nem aí pra minha música”, continuou.


ACOMPANHE NOSSAS REDES SOCIAIS


Eduardo ainda pediu perdão à cantora Thaeme, da dupla com Thiago. Na live com Leonardo ele afirmou que iria “transar pensando no bebê da Thaeme”. Segundo o cantor, trata-se de uma brincadeira para que, pensando em uma criança bonita, faça um filho tão bonito quanto.

“Se a Thaeme tiver me vendo, por favor, você me perdoa. Deus sabe que eu jamais faria isso. Minha maior preocupação é em salvar crianças, fui ali por causa das criancinhas que estão desamparadas”, disse. “Quero pedir perdão pra Thaeme e para as pessoas que se sentiram ofendidas. Quero pedir perdão em nome do Leonardo também. Nós somos pessoas de bem, homens de família”. 

COMENTÁRIOS

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *