Reforma na biblioteca do Planalto para sala que Michelle Bolsonaro não quis mais custou R$ 62 mil

Reforma na biblioteca do Palácio da Alvorada

COMPARTILHE

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no email
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp

A reforma na biblioteca da Presidência da República, no Palácio do Planalto, que teve sua área de acervo reduzida para abrigar uma sala com banheiro privativo para Michelle Bolsonaro custou R$ 62 mil, segundo informações obtidas via Lei de Acesso à Informação, divulgadas neste sábado (2) por Guilherme Amado na revista Época.

As obras teriam feitas por empresas terceirizadas em fevereiro, por meio de um contrato já existente, após a primeira-dama pedir a Jair Bolsonaro um espaço para despachar próximo do gabinete presidencial.


ACOMPANHE NOSSAS REDES SOCIAIS


Durante a reforma livros centenários que contam a história da República, foram empilhados em meio a materiais de construção no corredor que leva à Biblioteca, localizada no anexo I do Palácio do Planalto.

Diante da repercussão negativa, em meio à obra, Michelle desistiu de ocupar o espaço.

Até aquele momento, Michelle e uma equipe de 10 assessores ocupava uma sala no bloco a da Esplanada dos Ministérios, que havia sido reformada seis meses antes, ao custo de R$ 328,8 mil.

Fonte: Revista Fórum

COMENTÁRIOS

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *