Bolsonaro acusa Moro de proteger mandante de facada: “Judas, que hoje deporá, interferiu?”

Sérgio Moro e Jair Bolsonaro

COMPARTILHE

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no email
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp

Em publicação no Facebook na manhã deste sábado (2), Jair Bolsonaro acusou o ex-ministro Sérgio Moro de interferir em investigações da Polícia Federal para encobrir um suposto mandante do atentado a faca cometido por Adélio Bispo dos Santos durante a campanha eleitoral em 2018.

“O Judas, que hoje deporá, interferiu para que não se investigasse?”, indaga Bolsonaro, ao compartilhar um vídeo de apoiador que mostra uma suposta ordem para que Adélio esperasse o momento certo para desferir o golpe.


ACOMPANHE NOSSAS REDES SOCIAIS


“Os mandantes estão em Brasília? Nada farei que não esteja de acordo com a Constituição. Mas também não admitirei que façam contra mim e ao nosso Brasil passando por cima da mesma Constituição”, afirma ainda Bolsonaro.

Confira a postagem no Twitter:

A publicação antecede o depoimento que Sérgio Moro dará à Polícia Federal, na manhã deste sábado (2), na sede da corporação, em Curitiba (PR).

Moro deve entregar à PF um dossiê com histórico de 15 meses de conversas no Whatsapp para provar as denúncias de interferência de Jair Bolsonaro no comando da Polícia Federal.

O ex-juiz da Lava Jato teria gravado em seu whatsapp áudios, conversas, links e imagens trocadas com Bolsonaro e organizou o acervo de forma voluntária para ser entregue durante seu depoimento, que acontece na sede da PF em Curitiba.

Golpe

Demonstrando nervosismo diante de apoiadores fanáticos na manhã deste sábado (2) na Porta do do Palácio da Alvorada Bolsonaro afirmou que não será vítima de um “golpe”.

“Ninguém vai fazer nada ao arrepio da Constituição. Fiquem tranquilos. Ninguém vai querer dar golpe em cima de mim, não”, disse antes de virar as costas e sair, em rápida passagem pelo local, transmitida em live pelo Facebook.

Fonte: Revista Fórum

COMENTÁRIOS

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *