Senador catarinense fala em “baianada” do governador e leva resposta de colega baiano

Senador Jorginho Mello e Jair Bolsonaro

COMPARTILHE

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no email
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp

O senador Jorginho Mello (PL/SC) usou o termo preconceituoso “baianada” para criticar o governador de seu próprio estado, Santa Catarina, Carlos Moisés (PSL). Recebeu uma resposta memorável do colega Otto Alencar (PSD), da Bahia.

Foi durante a sessão virtual do Senado para ouvir o novo ministro da Saúde, Nelson Teich, em relação às medidas adotadas contra a pandemia de Covid-19. Ao formular sua pergunta, Jorginho Mello fez uma crítica à gestão do governador na compra de equipamentos de saúde:

“Eu sou de Santa Catarina, Ministro, um Estado que está tentando controlar, o Governador está fazendo umas ‘baianadas’ lá, umas ‘barbeiradas’ lá, comprando equipamento onde não há para entregar, mas isso é um problema nosso lá”, disse Mello.


ACOMPANHE NOSSAS REDES SOCIAIS


Horas depois, o formato da sessão virtual não permite apartes logo depois das intervenções dos senadores-, seu colega Otto Alencar, baiano de Ruy Barbosa, na Chapada Diamantina, não deixou passar a ofensa a seus conterrâneos:

“Começo por rebater uma palavra inadequada do nobre Senador Jorginho Mello, que disse que o seu Governador fez uma ‘baianada’. Não. Se ele tivesse feito uma baianada, o seu Governador teria feito a coisa certa, porque a Bahia está trabalhando corretamente. Temos aqui 70% de leitos vagos de UTI, com atendimento, com dois hospitais de campanha já prontos e atendendo os pacientes, sob a liderança do Governador, do Secretário Fábio Vilas-Boas e do Prof. Badaró, que é um dos maiores infectologistas do Brasil e do mundo. O seu Governador certamente, Senador Jorginho Mello, fez uma ‘cabanada’, que vem de cabana, orelhudo, similar a asno. Então, dirija-se ao seu Governador dessa forma e respeite os baianos”, falou Allencar.

Fonte: Revista Fórum

COMENTÁRIOS

4 respostas

  1. Esses canalhas, e fascinolas! querem é mesmo, apostar no caos social e na saúde pública, para assim, apossar-se do Brasil, criando factóides de estado de sítio… Enquanto, esse grupo de gigolores do erário público, estiver se fazendo de HONESTOS dentro do Brasil, oriundos da política velha. O BRASIL, não andará nem de cadeiras de rodas. Esses atrasa lado do povo, não querem governar e sim, apossar-se do Brasil como donos… RESPEITO É BOM, E NÓS GOSTARÍAMOS FDP!

  2. Avisa a esse senhor senador, que cuidar do povo é fazer baianada mesmo, pq nós baianos temos amor ao próximo… Parabéns senador Otto Alencar, belíssimas colocações 👏.

  3. Parabéns ao senador Otto Alencar pela brilhante resposta. Feliz por estar bem representado. Que este infeliz senador que arrota preconceito possa se engasgar com seu próprio vômito.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *