Huck tenta “explicar melhor” posição sobre taxar fortunas e apanha nas redes

Luciano Huck com Aécio Neves

COMPARTILHE

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no email
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp

Apresentador da TV Globo e colocado como possível candidato à Presidência da República, Luciano Huck apanhou no Twitter ao tentar “explicar melhor” sua posição sobre a taxação das grandes fortunas, após dizer em painel sobre desigualdade social que a medida prejudicaria o país, fazendo o “dinheiro escapar”.

“Vale explicar melhor….temos, como sociedade, de encontrar as soluções democráticas pra que o 1% mais rico da população, que historicamente foi acusado de passividade em relação as desigualdades sociais do país, se comprometa a fazer parte da solução”, comentou no Twitter.

Segundo Huck, que tem um salário estimado em R$ 1 milhão mensais da Globo e é dono da holding Joá Investimentos, é preciso “honestidade intelectual” para assumir que não existem propostas definitivas sobre o tema sem cair em “armadilhas ideológicas ingênuas ou populistas”.

A publicação do apresentador, no entanto, causou revolta nos seguidores, que apontaram a falta de senso de realidade e de conhecimento histórico de Huck.

“O 1% historicamente rouba e isso é um fato ñ uma acusação. Eles n são passivos são mto ativos nessa desigualdade. Parte dos 99% essa sim sempre foi acusada d preguiçosa e de mamar na teta no Estado O prob é q vc qr falar e n qr se comprometer. Vc confunde liberalismo c democracia”, comentou o perfil filo do ProUni.

“O negócio mesmo é confiscar. Pra que um ser humano precisa de 1 bilhão na conta?”, comentou Lucas Barnabé.

“Esse 1% da população nunca foi acusado de “passividade em relação às desigualdades sociais do país”. Esse 1% criou, promoveu, se beneficiou, cresceu e tb se formou à partir das desigualdades sociais do país”, comentou Dori Ercole.

Confira outras postagens repercutindo:

Fonte: Revista Fórum

COMENTÁRIOS

Uma resposta

  1. Huck, te apoiamos para candidato a vereador, dependendo do seu desempenho falaremos de presidência no futuro.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *