Presidente da Fiesp e aliado de Bolsonaro, Paulo Skaf é denunciado por propina de R$ 5,1 milhões

Paulo Skaf, presidente da FIESP

COMPARTILHE

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no email
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp

O presidente Fiesp, Paulo Skaf, foi denunciado pelo Ministério Público Eleitoral sob a acusação de receber R$ 5,1 milhões em propinas na campanha pelo governo estadual em 2014. Skaf é um dos maiores apoiadores da criação do partido Aliança pelo Brasil, de Jair Bolsonaro, que ainda não foi regularizado pela Justiça Eleitoral. 

O Ministério Público Eleitoral alega que a campanha de Skaf recebeu o dinheiro através do marqueteiro Duda Mendonça, que fazia as peças publicitárias. Skaf concorreu ao governo de São Paulo em 2010, 2014 e 2018 e nunca chegou no segundo turno.


ACOMPANHE NOSSAS REDES SOCIAIS


Ele foi denunciado pelos crimes de caixa 2, lavagem de dinheiro e corrupção passiva.  ‌ ‌ ‌

Além do presidente da Fiesp, o MPE denunciou outras oito pessoas, incluindo o publicitário Duda Mendonça e o ex-presidente da Odebrecht Marcelo Odebrecht. A denúncia foi apresentada por Fábio Ramazzini Bechara, promotor da 1ª Zona Eleitoral de São Paulo.

Fonte: Revista Fórum

COMENTÁRIOS

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *