Feliciano pede a PGR que Petra Costa seja responsabilizada por crime contra segurança nacional

Deputado Marco Feliciano

COMPARTILHE ISSO

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no email
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp

O deputado federal Marco Feliciano (SP) entrou com uma representação na Procuradoria Geral da República (PGR) nesta terça-feira (4) pedindo que a cineasta Petra Costa, diretora do documentário “Democracia em Vertigem” – que concorre ao Oscar – seja investigada por supostos crimes contra a segurança nacional e intolerância religiosa.


Fique informado, acompanhe o blog Contra Corrente nas redes sociais:
Facebook, Instagram e Twitter


Na queixa, Feliciano diz que “a mesma [Petra Costa] é louca ou age com manifesta má-fé, o que configura abuso do direito de livre expressão do pensamento” por entrevista concedida a “CNN”.

A informação foi divulgada pelo O Antagonista.

A entrevista referida, que na realidade foi feita ao jornalista Hari Sreenivasan, no programa Amanpour & Company, da rede PBS, gerou uma onda de ataques contra a cineasta por parte das milícias virtuais do bolsonarismo.

A própria Secretaria de Comunicação Social do governo Federal publicou um vídeo distorcendo algumas das declarações de Costa e colocando uma tarja escrito “Fake News” mesmo em trechos em que a cineasta expressava uma opinião, e não uma informação “jornalística”. Tal atitude fez a deputada federal Maria do Rosário (PT/RS) entrar com um pedido na PGR contra o órgão.

Fonte: Revista Fórum

COMENTÁRIOS

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *