Onyx diz que fica: “Nada muda“

Onyx Lorenzoni

COMPARTILHE

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no email
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp

O ministro da Casa Civil, Onyx Lorenzoni, se encontrou na manhã desde sábado (1) com o presidente Jair Bolsonaro e, em declaração dada a imprensa, garantiu que tudo vai seguir como está e que não vai mudar de pasta.

Onyx antecipou o fim de suas férias após crise na pasta que teve como epicentro a viagem do ex-secretário executivo Vicente Santini em avião da FAB.


Fique informado, acompanhe o blog Contra Corrente nas redes sociais:
Facebook, Instagram e Twitter


“Nós nem conversamos sobre isso. Nós conversamos sobre as tarefas do ministro da Casa Civil a partir já agora do meu retorno das férias. Hoje nós já conversamos sobre a rotina normal. Então, fica tudo igual, não mudou nada”, afirmou.

Nos últimos dias, Onyx viu diversos acontecimentos que fragilizaram ainda mais sua gestão. O principal episódio envolve um de seus assessores, Vicente Santini, que foi demitido, recontratado e exonerado em um período de 48 horas por ter viajado à Índia com um avião da Forca Aérea Brasileira (FAB).

Além disso, Bolsonaro retirou de Onyx a gestão do Programa de Parcerias e Investimentos (PPI) do ministério da Casa Civil e a transferiu para a Economia. O ministro ficou sabendo da decisão pelo Twitter.

O vereador Carlos Bolsonaro (PSC/RJ) seria um dos defensores da demissão de Onyx e estaria atuando noa bastidores para fritar o ministro. Uma das hipóteses que estariam sendo cogitadas pelo governo seria a de transferir Onyx para o Ministério da Educação, no lugar de Abraham Weintraub, que foi indicado pelo ministro e estaria desgastado há mais tempo no cargo.

Com informações do O Globo

COMENTÁRIOS

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *