STF negou pedidos de prisão de Aécio e Andreia feitos pela Polícia Federal

COMPARTILHE

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no email
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp

O pedido feito pela PF, também contemplava a suspensão dos mandatos de Aécio, Cristiane, Benito e Paulinho da Força e que todos permanecessesem em casa à noite. O STF autorizou apenas a intimação de parte dos indiciados para prestar depoimento. A PGR concordou com o pedido de prisão dos empresários Flávio Jaques Carneio, proprietário da rádio 98 FM, e Ricardo Guedes e do marqueteiro Paulo Vasconcelos. O ministro Marco Aurélio Mello negou o pedido.

A polícia cumpriu 24 mandados de busca e apreensão em oito estados e no Distrito Federal. A Operação Ross é baseada nas delações de Joesley Batista e Ricardo Saud, é são investigados os crimes de corrupção passiva, organização criminosa, lavagem de dinheiro e associação criminosa. Os executivos do grupo J&F relataram repasse de propina de quase R$ 110 milhões ao senador Aécio Neves.

Também segundo da PF, o senador Aécio Neves comprou apoio político do Solidariedade, por R$ 15 milhões, e empresários paulistas ajudaram com doações de campanha e caixa 2, por meio de notas frias.

COMENTÁRIOS

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *