Construtoras lucraram R$ 95 milhões graças a acordo proposto por Dória

COMPARTILHE

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no email
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp

Duas construtoras privadas foram beneficiadas por um acordo proposto pelo então prefeito João Doria e tiveram um lucro de R$ 95 milhões


Por Brasil 247

As construtoras Cyrela e Setin irão receber um total de R$ 205,4 milhões em créditos, ante os R$ 110 milhões que gastaram para comprar e manter os terrenos depois doados em acordo negociado com o ex-prefeito e finalizado pelo atual, Bruno Covas, ambos do PSDB.

A reportagem do jornal Folha de S. Paulo destaca que “o valor total de R$ 205,4 milhões a ser recebido pelas construtoras Cyrela e Setin foi calculado a partir do tamanho dos terrenos doados, o valor do metro quadrado em área equivalente à região do parque Augusta e o perfil de empreendimento, no caso, unidades residenciais com mais de 70 m². O cálculo foi feito pela Folha junto com técnicos municipais indicados pela própria gestão Covas, com base em fórmulas do Plano Diretor.”

E acrescenta: “somados os valores dos dois terrenos, os gastos com IPTU e manutenção, como segurança e limpeza, as construtoras gastaram cerca de R$ 110 milhões para adquiri-los e mantê-los, conforme dados da Promotoria. Nesse valor está inserida também a indenização de R$ 10,1 milhões homologada pela Justiça que atribuiu às empresas os gastos com a construção e manutenção do parque por dois anos, restauro de bens tombados no terreno e construção de equipamentos municipais, como creches. Portanto, o lucro será de R$ 95 milhões em potencial construtivo passível de transferência.”

COMENTÁRIOS

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *